Cifras Web
Dorfo

Plantador de Fumo

Dorfo

38 acessos

  D                                                                A7
Levantu di madrugada, trato os búti e as galinha e tiro leite da Barósa.
                                         G                            D
Bem cedinho cângo os boi, o Sulino e o Minero que é uma junta bem bardósa.
                   G                                               A7
Com a Salete vô pa róça, prepará a téra do fumo, levo arado e uma enxada.
G                 D                  A7                       D
Enquanto e lavro téra a Salete pega foice e vai roçando as beirada.

                                                                            A7
Dispois quando o soli isquenta, si iscapemo da impreitada e vamo lá pros cantêro.
                                         G                          D
Repicá a muda do fumo, com veneno nas bandeja tem serviço o dia inteiro.
                    G                                        A7
Di tardi vórto pra roça terminá di lavra téra e passá o alizadô.
G                D                         A7                  D
Risca téra direitinho, botá o esterco e o adubo e passa o aleradô.

                                                                    A7
Quando a muda fica pronta esperêmo uma chuvinha e na téra nóis prantêmo.
                                     G                         D
Trabaiêmo abaixado, bate as dori discadera em quinze dia terminêmo.
            G                                             A7
Daí botêmo uréia, o salitro e cus boi nóis passêmo a carpideira.
G                 D                        A7                         D
Tira lenha nas coivara pra queimá la na fornáia, Deus do céu que trabaiêra.

                                                              A7
Estufa pronta pra torá, tem paióle pra vedá e começá coiê o baxêro.
                                    G                      D
A Salete tudo dura di trabaiá abachada, até si deita no carêro.
                G                                        A7
Coiêmo o dia intero e dispois nóis amarêmo o fumo no tecedô.
G                   D                      A7                D
E di noite tem a estufa pra fogo não se apagá botêmo dispertadô.

                                                            A7
Disbrotêmo e queimêmo cum veneno nos pendón e botêmo mais salítro.
                                                   G       D
Ca chuva o fumo cresce, fica verde e pesado, arepoiado e bunito.
                                           G                        A7
Quando passa o meio pé, vem o fumo mais pesado que é as fôia da pontêra.
        G            D                      A7                       D
No intervalo os carurú que espeta as môm da gente nóis passêmo a roçadêra.

                                                        A7
O fumo tudo no paióle, comecêmo escolhê e dispois embonecá.
                                        G                     D
Pra vendê na compania e caregá no caminhóm somo obrigado infardá.
                G                                            A7
O BO1 que nóis temo, preaparemo e mandemo pra podê passa o natáli.
   G              D                    A7                       D
E quando chega a nota, a Salete que conferi e me diz que passou male.

                                                                       A7
Mais que farta de respeito, logrando nóis desse jeito a firma vai ficá rica.
                                        G                        D
Nosso fumo amarelinho, preparado com carinho o compradô discrassifica.
                   G                                             A7
Trabaiêmo o ano intero, sem custeio, sem dinheiro até me dói coraçóm.
      G         D                        A7                     D
Essas firma fumagêra pensa que os agricurtôre são tudo uns abobaión.

                                                                  A7
Já pensei em botá granja, criá porco ou galinha e prantá umas batatinha.
                                                       G            D
Faze queijo pra vendê, pão de milho, açuca grosso, amendoim e bolachinha.
                     G                                               A7
Mas parece uma tentação. Quando chega o instrutôre a Salete não se agüenta,
G                D                     A7                   D
Faz o pedido de novo e ainda convida o home pra cume uma polenta.

TOP cifras de Dorfo

  1. Plantador de Fumo
  2. Adeus Ano Velho
  3. Amigo Padre Lino
  4. Festas da Região
  5. Bastião Mentiroso
  6. Apcv
  7. Dinheiro Emprestado
  8. Trilha de Verão

Pela Web