Cifras Web
Moacyr Luz

A Reza do Samba

Moacyr Luz

2 acessos

C#7      F#m               B7 Segunda-feira é das almas           E        C#7 É bom também de sambar       F#m             B7 Tem uma vela pro santo             E A outra é pra vadiar             B7         Em7/9   E7/G#         Am A luz que vem de um clarão, chama que não se apaga   Am7                 D   D7            G Reflete afé no coração, guia a minha estrada                  Bm7/5b    E7       Am Intensa como devoção,divina como uma prece              D7/4        D7             G    B7/13b Abrindo os caminhos meu pai, de quem merece, oh Em7/9   B7          Em7/9    E7/G#       Am7M É o patuá, no meu cordão, o sol quando alvorece     Am7          D7/4   D7                G5+ A tempestade no sertão, pra que a vida recomece    Em               Bm7/5b    E7         Am Um lampejo de inspiração, que de repente desce                F#m/5b            B7      E Travando no peito um samba que não se esquece   B7            E           C#m      F#m Ilumina o meu terreiro, o canto dos orixás  F#m7           F#m7     B7            E A luta de um guerreiro, legado dos ancestrais           B7        Bm            E7        A O Ogãs bate o tambor, firma o ponto batuqueiro             A#7  B7                    E Samba do Trabalhador, um quilombo brasileiro           B7         Em7/9   E7/G#         Am A luz que vem de um clarão, chama que não se apaga   Am7                 D   D7            G Reflete afé no coração, guia a minha estrada                  Bm7/5b    E7       Am Intensa como devoção,divina como uma prece              D7/4        D7             G    B7/13b Abrindo os caminhos meu pai, de quem merece, oh Em7/9   B7          Em7/9    E7/G#       Am7M É o patuá, no meu cordão, o sol quando alvorece     Am7          D7/4   D7                G5+ A tempestade no sertão, pra que a vida recomece    Em               Bm7/5b    E7         Am Um lampejo de inspiração, que de repente desce                F#m/5b            B7      E Travando no peito um samba que não se esquece   B7            E           C#m      F#m Ilumina o meu terreiro, o canto dos orixás  F#m7           F#m7     B7            E A luta de um guerreiro, legado dos ancestrais           B7        Bm            E7        A O Ogãs bate o tambor, firma o ponto batuqueiro             A#7  B7                    Em7/9 Samba do Trabalhador, um quilombo brasileiro

TOP cifras de Moacyr Luz

  1. Anjo da Velha Guarda
  2. Saudades da Guanabara
  3. Quando Se É Popular
  4. Eu Só Quero Beber Água
  5. Pra Que Pedir Perdão
  6. Som de Prata
  7. Estranhou o Quê
  8. Vida da Minha Vida
  9. Zuela de Oxum
  10. Quando o Samba Veio Me Buscar

Pela Web